Liga das Séries » Arquivos » Darby Stanchfield diz que há esperança para a redenção de Olivia em ‘Scandal’
30
mar
2018
Darby Stanchfield diz que há esperança para a redenção de Olivia em ‘Scandal’
Postado por admin, emABC, Scandal, Spoilers

(Aviso: Este post contém spoilers do episódio 7×15 de Scandal, “The Noise.” Leia por sua própria conta e risco.)

A presidência de Mellie (Bellamy Young) está em sérios apuros e com apenas três episódios restando, o tempo está se esgotando para a Líder limpar seu nome.

O episódio da última quinta-feira terminou de forma chocante quando a presidente se viu culpada por orquestrar o sequestro do Air Force Two, um crédito que na verdade pertence a Cyrus (Jeff Perry). Assim, Mellie se juntou a Olivia (Kerry Washington) para realizar um plano novo e brilhante: tirá-lo de uma vez por todas.

Mas agora que Olivia está no caminho para a redenção, será que ela será capaz de realizar a ação sombria e realmente matar seu ex-amigo? Além disso, Cyrus tem Jake (Scott Foley) a seu lado e uma confissão assinada – falsa – de Charlie (George Newbern) culpando Mellie, o que significa que as chances estão realmente contra ela.

Darby Stanchfield, que dirigiu o emocionante episódio, falou com o TV Guide sobre o próximo passo de Mellie, a situação de Charlie e se ela acha que ainda há esperança de que Olivia consiga redenção.

Confira:

Mellie deu um grande passo em direção ao lado sombrio quando ordenou que Olivia matasse Cyrus. Como você acha que isso vai afetá-la?

Darby Stanchdfield: É a primeira vez que vemos Mellie dando um passo onde ela poderia absolutamente perder tudo. E parece que sim, Mellie faz uma escolha realmente perigosa em termos de como ela reage a isso. Não é um caminho claro para o resto da temporada.

Este episódio também foi um acerto de contas para Olivia em termos de finalmente confrontar seus erros do passado.

Stanchdfield: Nós vemos muitos momentos dela sentada, pensando, realmente com aquela luta interior. Seu comportamento é muito diferente. Nós vemos alguma humildade em Olivia. É uma ótima peça de xadrez para o final. É definitivamente uma jogada em termos do que acontece com a personagem dela quando ela chega ao final da série.

No episódio, Olivia diz a Quinn, “Eu estava errada. Eu não confio mais no meu instinto. Eu confio em você agora”. Você acha que ela admitir isso é um passo na direção certa?

Stanchdfield: Muito! É uma mudança muito grande para esses personagens porque eles estavam em desacordo por um tempo. Nós também tratamos o chapéu branco como se fosse um personagem, de certa forma. Quando [Olivia] vê o chapéu no começo [do episódio], vemos o ponto de vista do chapéu e quase parece um confronto antes que ela o pegue. Demorou muito tempo para tirar o chapéu do chão para as mãos de Quinn.

Agora que Olivia e Quinn tiveram esse momento especial, devemos permanecer esperançosos sobre uma reconciliação?

Stanchdfield: Sim, vamos esperar. Você tem um pouco de esperança que há amor entre essas duas. O amor entre Olivia e seus gladiadores não está totalmente perdido. Há talvez uma faísca de esperança ainda lá.

Olivia se une à QPA para descobrir uma maneira de salvar Charlie. Você sentiu que parecia com os velhos tempos?

Stanchdfield: Sim, Olivia está com eles. Embora ela não esteja liderando e Quinn é muito tipo “Eu sou a chefe aqui, eu estou no comando”. Olivia não virou as costas [para eles]. Ela está lá. É parte desse auto-exame, eu posso não ser confiável, mas estou tentando. Ela não perdeu seu senso de humanidade.

Parece que ela está no caminho da redenção.

Stanchdfield: Absolutamente. Eu tenho esperado por este momento por um longo tempo. Isso não quer dizer que acaba como eu acho que vai acabar. É incrivelmente chocante o modo como toda essa série termina. Mas essa esperança e essa história que ela teve ao ser uma gladiadora, está muito em jogo no final da série.

Como você se sente por Charlie neste episódio?

Stanchdfield: Tão mal. Eu também me senti mal por Jake. Jake está dizendo: “Olha, você é o único que me faz fazer isso”. Mas Jake está sozinho e ele é a segunda escolha e ele não tem ninguém. É quase como se ele estivesse ameaçando Charlie contra sua vontade. Ele é apenas um espírito perdido que decidiu trabalhar com Cyrus. E Charlie, apesar de ser um assassino treinado… Realmente chegamos ao cerne disso tudo, é tudo sobre Quinn e aquele bebê, Robin, e é tão doloroso ver ambos em suas próprias lutas.

Falando em esperança de redenção, o discurso de Cyrus durante o sequestro quase nos fez esquecer as coisas terríveis que ele fez no passado até que ele mostrou suas verdadeiras intenções. Ele finalmente vai ter o que merece?

Stanchdfield: Não tenho certeza de que [esta pergunta] está totalmente respondida no final. Você ficará satisfeito. Você só tem uma noção do que acontece com ele. Ninguém sai ileso no final da série. Todos pagam o preço de uma forma ou de outra pelo que fizeram. Todo mundo.

Scancal vai ao ar às quintas-feiras na ABC.

Leia também