Liga das Séries » Arquivos » ‘The Vampire Diaries’: Julie Plec no final da série e dizendo adeus.
The Vampire Diaries 
Episode: I Was Feeling Epic
Season TK, Episode TK
Air Date: 
Pictured (L-R): Julie Plec, Matt Davis 
BTS
10
mar
2017
‘The Vampire Diaries’: Julie Plec no final da série e dizendo adeus.
Postado por Drix Assumpção, emEntrevista, The CW, The Vampire Diaries

A série The Vampire Diaries da CWTV está terminando sua épica oitava temporada com um episódio apropriadamente intitulado “I Was Feeling Epic”. Com a produtora executiva Julie Plec no comando, dirigindo um roteiro escrito por Plec e Kevin Williamson, o destino de Mystic Falls em jogo, como Stefan (Paul Wesley) e Damon Salvatore (Ian Somerhalder) lutam com seu maior inimigo em uma última batalha. E antes que tudo acabe, sabemos que Elena (Nina Dobrev) estará de volta, um personagem importante morrerá, nossos corações provavelmente serão arrancados e também teremos um pouco de esperança para quem ficar de pé.

Durante esta entrevista com Collider, a co-criadora do show, Julie Plec, falou sobre a beleza e o inferno de terminar um programa de TV depois de tantas temporadas, o quão brutal era dizer adeus a cada ator, quando eles sabiam exatamente como a história de cada pessoa seria no final, a reunião de Elena com Damon, o que teria acontecido se Nina Dobrev não fosse capaz de retornar, o que significa ser humano para o futuro de Stefan, como The Originals e Klaroline vão funcionar, e o que ela vai tirar da experiência de fazer The Vampire Diaries por oito temporadas. Esteja ciente de que há alguns spoilers discutidos.

Collider: Estou muito feliz em estar falando com você sobre o final da série de The Vampire Diaries e muito triste que é o último episódio, pra sempre!

JULIE PLEC: Eu sei! Essa é a beleza e o inferno de terminar um show, depois de todo esse tempo. Por um lado, você começa a abraçar a liberdade de avançar. Por outro lado, você realmente tem que dizer adeus, um milhão de vezes.

Após oito temporadas, o que foi mais difícil, o seu momento final no set, ou dizer adeus a cada ator, como eles envolveram seus momentos finais no set?

PLEC: Dizer adeus a cada ator foi brutal porque eu queria ter certeza de que eu os honrei cada um, individualmente. Claro, é tão emocional ficar de pé em frente a 150 pessoas, chorando. E havia um monte de atores para dizer adeus, por isso havia um monte de lágrimas e um monte de abraços. Meu último momento foi o último momento da equipe, porque foi o momento final de todo o show, e isso foi muito bonito. Eu chamo isso de um momento kumbayah épico.

Parece que todos do elenco choraram quando leram o roteiro final. Você chorou, em algum momento enquanto escrevia ou durante a gravação do último episódio?

PLEC: Eu não parei de chorar por cerca de dois meses e meio. Finalmente terminei de chorar dois dias depois de termos finalizado. Tivemos alguns jantares de despedida que foram bastante épicos. Depois disso, eu não acho que tenha derramado outra lágrima. Não, isso é mentira. Então eu chorei durante todo o processo de edição de uma semana. Agora, acabou.

Obviamente, você não teve todas as reviravoltas e mortes de personagens planejadas, desde o primeiro dia. Então, quando você sabia como a série estaria terminando para os personagens que ficaram no final, e há alguém que você sabia o final desde o primeiro dia?

PLEC: Não há ninguém que conhecemos o fim desde o primeiro dia. Ao longo dos anos, nós acumulamos desejos e vontades para cada personagem, mas a melhor coisa que se pode fazer, como escritores, é agitar isso, em qualquer momento, de qualquer maneira, para manter a si mesmo e sua mente fresca. Nós não aterrissamos no caminho que realmente ia terminar, para cada pessoa, até cerca de quatro dias antes de filmar isso.

Quais foram os maiores desafios em fazer tudo o que você queria fazer com este último episódio, e encerrar as histórias de todos e amarrar no arco como você queria?

PLEC: É o mesmo desafio que você sempre tem, que é tempo. Tempo para escrevê-lo, tempo para filmar, tempo para editar direito, o tempo para obter os efeitos visuais certos e, em seguida, em última análise, muito tempo de corte que você tem que excluir porque não havia duas horas de ‘finale’ à nossa disposição. Tivemos que bater o nosso limite de tempo e cortar um monte de pedaços do episódio. A boa notícia é que eu fui capaz de obter provavelmente 99% das cenas no episódio, então os cortes tiveram que vir de dentro de cenas mais do que cortar elementos do enredo, eu estava realmente feliz sobre isso.

Sabemos que Damon e Elena estarão juntos, de alguma forma, no final. Foi especialmente importante para você, se Nina Dobrev estivesse retornando, para que a reunião acontecesse?

PLEC: Sim! Nós não teríamos colocado Elena em um feitiço da Bela Adormecida, se não tivéssemos confiança de que poderíamos trazê-la de volta, no final, e dar encerramento a esse relacionamento e ao seu caráter. Se tivesse sido de outra maneira e acontecesse um revés, teria sido uma lição realmente dolorosa para aprender sobre as escolhas que você faz, dois anos antes, e promessas quebradas. Eu teria sentido como se tivesse quebrado uma promessa terrível para os fãs, se Elena não tivesse sido capaz de retornar.

Se Nina nunca tivesse deixado o show, você acha que Elena teria acabado da mesma forma agora, ou você acha que seu caminho teria sido muito diferente?

PLEC: Acho que no momento em que ela deixou o show cimentou seu futuro para nós, como escritores. Se ela não tivesse deixado o show, teria continuado a ser um organismo em evolução, como todos os outros presentes no show, então não há como dizer onde ela teria terminado ou com quem ela terminaria.

Você disse que tinha um plano de apoio, caso Nina não fosse capaz de retornar. Uma vez que o show termina, você vai deixar os fãs saberem o que teria sido esse plano?

PLEC: Eu não tenho que deixá-los saber o que teria sido porque isso é ruim! Teria envolvido um monte de imagens do passado e uma luz branca brilhante.

Com a história de quem ficaremos mais surpresos no final – Elena ou Katherine?

PLEC: Eu não sei se “surpresos” é a maneira correta de descrever. Talvez “satisfeito”. Eu acho que ambas recebem um retorno igualmente satisfatório para o show.

Sabemos que haverá uma grande morte no final, e este é um show que arrancou nossos corações, em muitas ocasiões ao longo das estações. Você só quer deixar-nos sentir todos os sentimentos, como você já fez tantas vezes no passado, ou foi esta morte apenas inevitável?

PLEC: Há uma enorme missão de resgate acontecendo, para tentar salvar Mystic Falls e todos dentro dela. Tem que haver um mártir nesse cenário, se alguém vai sobreviver. E assim, para realmente levar a temporada ao fim, parecia que a morte precisava acontecer. E então, no contexto da série e de todas as viagens dos personagens, ele realmente traz a experiência do personagem em um círculo completo, de uma forma que eu acho que é realmente valiosa para o quadro completo de oito anos.

Depois do caminho que Bonnie deixou no último episódio, deveríamos estar preocupados com ela?

PLEC: Sim, claro! Bonnie sabe que se você empurrar a magia pra muito longe, ela pode voltar e te pegar. Ela não tem praticado magia há algum tempo, então definitivamente há um perigo para ela, como resultado do esforço enorme que ela fez pra sair dessa casa. Ninguém deve assumir que ela está segura.

Uma das maiores surpresas desta temporada foi Stefan tornar-se humano. Neste último episódio, teremos realmente uma idéia de como isso afetará as coisas, futuramente, especialmente quando se trata de Caroline?

PLEC: Sim. É certamente a coisa que quase nos impediu de os casar, em tudo, então isso provavelmente vai ser a maior questão em seu relacionamento.

Você disse que os fãs vão ter “um pouquinho” de Klaroline no final, e que o final vai se amarrar em The Originals em “um minúsculo, minúsculo ponto”. O que exatamente você quer dizer com isso? Você queria um jeito de deixar a porta de Nova Orleans aberta, para o elenco de Vampire Diaries?

PLEC: Eu definitivamente queria deixar essa porta aberta. Nossas linhas de tempo não se igualaram, nesta temporada em particular, mas há elementos do final que são um pouco atemporais, então nós poderíamos, de fato, atravessar, apenas um pouquinho. Caroline e Klaus, especificamente, tiveram uma experiência muito vívida entre eles. Enquanto juram nunca mais se verem, há o nunca dizer nunca de qualquer relacionamento. Isso não significa que eles estão fazendo promessas sobre o futuro, com o que eu tento entregar, mas certamente, pelo menos, mostra o respeito a essa relação, que era realmente um relacionamento fascinante para assistir evoluir.

Este é um show feito com o uso de flashbacks e flash-forwards, e temos chegado a ver vários linhas de tempo. Vamos ver alguma coisa assim no final, também?

PLEC: Sim, vocês verão. Você verá algumas mudanças na narrativa linear, no final. Para mim, é importante não apenas dizer ao público como a história terminou hoje, mas dar um vislumbre de como as histórias de outras pessoas podem acontecer, no futuro. Ver pequenas dicas do que foi importante, e Kevin [Williamson] realmente foi capaz de compreender e ver esses personagens, como eles avançam com suas vidas.

Há algum enredo, ao longo dos anos, que você desejou ter tido mais tempo para contar, ou personagens que você gostaria de não ter matado quando o fez?

PLEC: Eu acho que lamentamos matar a Vovó tão cedo, embora fosse importante para Bonnie. Parecia que era um relacionamento realmente poderoso que não foi explorado, mas acho que corrigimos isso com coisas como o Outro Lado e os momentos em que Bonnie e sua avó conseguiram se encontrar novamente. Vovó permaneceu uma mentora e uma fonte de inspiração e um desafio para ela, de uma forma que realmente ponderou essa relação de um jeito que talvez não tive chance antes dela morrer na primeira temporada.

As pessoas sempre falam com os atores sobre o que eles gostariam de levar para casa do set, uma vez que um show termina, mas há alguma coisa que você queria manter e levar para casa do set, para comemorar o sangue, suor e lágrimas que você colocou nesse show?

PLEC: Não. Você sabe que foi muito engraçado foi que me perguntaram isso, no último dia, e eu estava tão emocionalmente desgastada que eu não conseguia sequer identificar um objeto singular, então eu não tenho nada. Eu não levei nada. Embora, algo que era realmente bonito era que, para o Natal, nós fizemos um papai noel secreto e dois dos escritores pegaram a placa de boas-vindas a Mystic Falls da beira da estrada e fizeram um molde e a equipe inteira assinou. Agora, isso está no meu escritório, o que foi bom.

Depois de oito temporadas bem sucedidas, e chegando a encerrar este show da maneira que você queria, o que você vai levar com você a partir da experiência de fazer The Vampire Diaries?

PLEC: Eu tenho muito orgulho comigo, e um sentimento de “trabalho bem feito”, o bom e o mau, as lições aprendidas, e o crescimento, como uma pessoa criativa. Na maior parte, eu tenho esse profundo sentimento de família e de amizade que eu não creio que você crie muito frequentemente no trabalho. Para mim, pessoalmente, ter sido capaz de trabalhar lado a lado com essas pessoas por tanto tempo e caminhar para essa experiência com as pessoas que chamo de verdadeiros amigos, é uma boa maneira de viver a sua vida.

 

Traduzido de: Collider

 

 

Leia também



Parceiros