Liga das Séries » Arquivos » Showrunner de ‘The Walking Dead’ diz que a finale da 8ª temporada é a “conclusão de tudo”
the-walking-dead-season-8
11
abr
2018
Showrunner de ‘The Walking Dead’ diz que a finale da 8ª temporada é a “conclusão de tudo”
Postado por Débora, emAMC, News, The Walking Dead

O próximo episódio de The Walking Dead não servirá apenas como um ponto final para a temporada, mas também será um marco muito mais importante na vida da série. De acordo com o showrunner Scott M. Gimple – que fará a transição para um papel de supervisão da franquia após esta temporada, Angela Kang assume as operações do dia-a-dia – seu episódio final servirá como um grande ponto de virada para o show. Gimple, em uma recente entrevista, falou sobre o final da temporada, descobrir o que esperar e pensar sobre seguir em frente.

Confira:

Qual a sensação de ter seu último episódio como showrunner chegando e indo ao ar na noite de domingo?

SCOTT M. GIMPLE: É super esquisito, mas planejamos isso há muito, muito tempo. Na verdade, comecei este ano conversando com os atores e produtores e tudo sobre a mudança, então tenho vivido muito tempo com ela. Eu apenas… Eu amo fazer o que faço. Eu amo mostrar esse show, e é definitivamente difícil deixar esse aspecto de lado, mas trabalhar nos dois shows tem sido incrível. Trabalhar com Angela foi incrível, trabalhar com Andrew Chambliss e Ian Goldberg em Fear the Walking Dead foi incrível.

Então, é agridoce, mas eu também amo novos desafios, e quero garantir a saúde de ambos os shows e adoro fazer coisas novas. Eu só não queria me dividir tanto. Eu estava trabalhando em Fear com esses caras no ano passado quando eu estava começando Walking Dead, e não havia como eu ter feito o show sem a ajuda da Angela e ela entrando mais ainda. Então, ela conseguiu um treinamento completo no trabalho ainda mais do que no passado, e é uma maneira muito legal de passar o bastão para alguém com quem comecei o programa.

Quando terminei meu último mix, era muito tarde, e eu estava dirigindo pelo lote da WB e estava vazio – estava deserto como o fim do mundo. E foi muito estranho dirigir para casa naquela noite. Não parecia exatamente acabado, parecia diferente. Definitivamente não é aposentadoria, o que seria super doce, mas é apenas uma série de responsabilidades e desafios diferentes.

Você estava no set para o final? E, em caso afirmativo, qual foi a vibe no set para este episódio?

Eu estava lá e foi uma vibe intensa. Foi uma temporada muito difícil. E todo mundo está nesse episódio. Foi intenso. Além disso, esse episódio não é como esses 15 episódios chegando a uma conclusão, mas Angela, eu e os roteiristas sempre falamos sobre isso de várias maneiras, mas principalmente sendo a conclusão das oito primeiras temporadas. Este show será muito novo no próximo ano e com uma nova narrativa maior. Era algo que eu estava realmente animado em entrar antes mesmo da 8ª temporada. E então havia apenas um certo peso no ar do tipo de conclusão que estávamos nos aproximando. Foi uma graduação estranha para todos.

Eu estou supondo que temos essa enorme batalha chegando, mas é interessante falar com você de antemão sobre isso e conversar com alguns dos atores, porque muitas pessoas disseram que vão acontecer muitas coisas diferentes no final, de uma vez só. Isso significa muitas coisas diferentes dentro da mesma batalha?

Eu acho que tem a ver com coisas tão práticas quanto aspectos de enredo, coisas que acontecem, mas também movimento emocional entre personagens. E também eu não diria necessariamente que isso é apenas uma grande batalha. Existem alguns aspectos realmente incomuns também, que a ação não é apenas uma grande batalha, mas há coisas acontecendo ao redor da batalha. Eu nem sei se classificaria isso como uma batalha. E, no entanto, ao mesmo tempo, o escopo é enorme. E eu acho que com tantas pessoas, tantos personagens chegando à conclusão da história que nós temos feito para eles nos últimos anos em alguns aspectos, há muita coisa acontecendo, e muitas perspectivas que nós estamos mudando entre um movimento emocional e filosófico muito, muito grande, entre apenas algumas coisas inacreditavelmente insanas acontecendo.

Mais alguma carta de Carl que deveríamos conhecer? Ele me escreveu uma carta? Você vai me ler sua carta agora?

Quer dizer, havia uma pilha, então pode até haver um concurso de fãs, onde nós vamos escrever uma carta de Carl.

Leia também