Liga das Séries » Arquivos » Produtores de ‘The Handmaid’s Tale’ sobre a 2ª temporada: “Qualquer um pode morrer”
images (2)
18
mar
2018
Produtores de ‘The Handmaid’s Tale’ sobre a 2ª temporada: “Qualquer um pode morrer”

Com a 2ª temporada de The Handmaid’s Tale a apenas um mês de distância, o elenco e os produtores começaram a falar sobre o retorno da série vencedora do Emmy no painel PaleyFest de domingo.

Depois de chegar à conclusão do livro de Margaret Atwood que serve como material de origem, a equipe criativa teve que encontrar suas próprias respostas, inclusive para o livro e o grande cliffhanger da 1ª temporada: Para onde Offred/June (Moss) eata sendo levada?

“Foi uma chance de explorar qual foi a minha reação inicial ao livro, que foi: ‘Oh, meu Deus, o que acontece depois?'”, disse Miller, que e produtora executiva da série. “Certos livros você realmente sente que o fim da história é o fim da história; aqui, você quase sente que o livro é o início da história. Então, nós realmente tentamos seguir nossa própria curiosidade e seguir o que achamos que é legal no livro que não tivemos a chance de explorar”.

Miller assegura que Atwood está “muito envolvido” com o show e que seu entusiasmo e encorajamento para passar seu trabalho lhes deu uma grande confiança.

“Ela estava feliz por termos nosso próprio plano”, ele compartilhou. “Então, esse tipo de encorajamento realmente ajuda, quando você tem um autor que respeitamos e gostamos de ter como parte do processo, ter sua benção na continuação de seu mundo lhe dá uma grande liberdade e tira muita pressão”.

Entre os aspectos que não foram totalmente explorados no livro que Miller esta mais animada para explorar, foram as Colonias, que serão apresentadas no episódio 2, e como Gilead veio a acontecer. “‘Como isso aconteceu? Como nós passamos do que parece América para Gilead?”, diz Littlefield, que promete que os flashbacks vão revelar como tudo aconteceu. Miller acrescentou: “Foi muito interessante para nós como algo assim acontece e como o punho se fecha em um nível realmente básico”.

Mas não espere que o show se concentre apenas no passado, quando há muito para proteger no presente. Conforme revelado no final da temporada, Offred está grávida e a filha Hannah está viva, o que significa que ela tem muito mais para lutar. “O tema da maternidade é muito, muito poderoso e importante para o segundo ano”, diz Littlefield. “Ela procura liberdade para si mesma, para o filho nascituro e para Hannah. Neste explosivo jogo de xadrez volátil, todos os seus movimentos são sobre Hannah e seu nascituro e qual será o futuro para essa criança. A maternidade permeia todo o ano”.

Offred não só estará lidando com ser mãe na 2ª temporada, mas os flashbacks vão aprofundar seu relacionamento com sua própria mãe, interpretada por Cherry Jones. Outras estrelas convidadas incluem Bradley Whitford como um comandante que entra em contato com Emily (Alexis Bledel) e Clea DuVall como sua esposa pré-Gilead. Mas, como revelado anteriormente, Emily, que foi vista pela última vez sendo levada, foi enviada para as Colônias, onde será acompanhada pela confrereira Janine (Madeline Brewer). Brewer descreve a área que os telespectadores vão ver pela primeira vez como “esteticamente muito bonita”, mas “dolorosa e terrível”. Isso levou Miller a brincar sobre o passado de Bledel – “Não é o Stars Hollow, não é?” Definitivamente não é Gilmore Girls, e ela acrescenta, “Qualquer um poderia morrer”.

The Handmaid’s Tale retorna a Hulu em 25 de abril.

Leia também