Liga das Séries » Arquivos » Janina Gavankar fala sobre o que aconteceria na 5ª temporada se ‘Sleepy Hollow’ não tivesse sido cancelada
sleepy-hollow_3
30
jun
2017
Janina Gavankar fala sobre o que aconteceria na 5ª temporada se ‘Sleepy Hollow’ não tivesse sido cancelada

Sleepy Hollow ainda está, infelizmente, mais morta do que Ichabod antes que Katrina trabalhasse sua magia. Mas isso não impediu a estrela Janina Gavankar de falar sobre o que poderia ter acontecido se a Fox tivesse renovado o drama sobrenatural para uma quinta temporada. 

“Eu acho que terminamos bem em termos de história”, ela disse. “Crane está em [Washington,] D.C. Ele realmente encontrou sua base. Jenny e ele encontraram uma nova casa lá.” E, como vimos nos últimos momentos do final da série, “Ele e Diana estão fortes, derrubando um kraken!”

Na verdade, esse bicho do mar mítico provavelmente teria retornado em um “grande caso” no início da 5ª temporada, continuou a atriz. “Como lidar com as sirenes e o kraken, todas as criaturas mundanas da água?”

Outras parcelas flutuantes envolveriam a filha de Diana, que apareceu na série tanto como uma jovem chamada Molly (interpretada por Oona Yaffe) e como uma jovem viajando no futuro chamada Lara (interpretada por Seychelle Gabriel), disse Gavankar.

“Ninguém me disse a resposta, mas eles estavam decidindo se Lara – Molly mais velha – iria fazer parte do elenco e todas as histórias”, lembrou, acrescentando que ela se perguntou como essa relação teria acontecido entre o trio. “Eu queria saber o que aconteceu com pai. Chamamos para dizer a ele: “Está tudo bem, sabemos que você não é um lobisomem?”, disse ela, rindo.

Em última análise, Gavankar disse que o legado de Sleepy Hollow é que “eles nunca se esquivaram de ter uma infinidade de personagens femininas complicadas e fortes. Há tantos shows onde há apenas uma atriz feminina regular, e esse show, havia tantas. Em todo lugar que você olhava, havia uma garota malvada correndo por aí, ou lutando contra monstros. Adorei esse show e espero que muitos, muitos mais sigam o exemplo”.

 

Leia também



Parceiros