Liga das Séries » Arquivos » Laura Prepon fala sobre a 4ª temporada para Alex e Piper: “Deixou as duas mais fortes”
orange_is_the_new_black_s4_still_piper_alex_h_2016
04
jul
2016
Laura Prepon fala sobre a 4ª temporada para Alex e Piper: “Deixou as duas mais fortes”

Quando a 4ª temporada de Orange Is The New Black terminou, o famoso casal tinha encontrado o seu caminho de volta uma para a outra.

Alex Vause (Laura Prepon) e Piper Chapman (Taylor Schilling) experimentaram uma montanha russa num relacionamento antes mesmo de Piper chegar a Litchfield. Mas na última temporada, Alex matou e desmembrou seu assassino; Piper foi marcada como uma simpatizante do nazismo; e ambas testemunharam a morte de Poussey Washington (Samira Wiley) durante o protesto.

“Essa coisa muda as pessoas”, Prepon diz sobre os eventos. “Quando tudo fica difícil, elas vão para a outro por ajuda e amor – e por uma série de razões diferentes.”

“Alex vê que Piper está totalmente apavorada e com medo”, diz Prepon. “É uma daquelas coisas onde você quase não pode ajudar a si mesmo.”

No episódio 12, a conexão do par está de volta ao flertar no refeitório, até que todos estavam coletivamente abalados pela morte de Poussey.

“Todas se unem para desafiar esses oficiais e, em seguida, quando isso acontece com Poussey, é ainda mais um sentimento de: ‘Uau, estamos juntos nessa'”, diz Prepon. “Todo mundo percebe que, mesmo que não haja momentos de leveza, ainda é um lugar assustador. A morte de Poussey realmente solidifica um monte de relacionamentos e une relações específicas na prisão. Nos torna mais fortes, o fato de que todos nós testemunhamos isso. Traz Alex e Piper para perto uma da outra em um nível mais profundo”.

Embora Prepon destaca sua natureza tumultuada – comparando a tensão delas a de Ross Geller e Rachel de Friends (“Você não pode tê-los sempre juntos”, ela diz) – o par que normalmente ficam juntas para terminar logo em seguida (ou tem o “sexo de ódio”) se encontram falando sobre o futuro e a vida após a Litchfield.

“Alex está tentando fazer isso porque ela se sente tão culpada sobre o que aconteceu e Piper a impede de fazer isso, porque ela não quer que ela seja pega”, Prepon diz sobre Piper reconhecendo que ela precisa de Alex. “Alex está tendo este dilema moral inteiro no final – ela está tentando escrever estas notas em torno da prisão e ser descoberta. E Piper não vai deixá-la.”

Enquanto ninguém sabe o que acontecerá na quinta temporada – que entrou em produção antes do feriado do Dia da Independência – todos os sinais apontam para Alex e Piper continuando a precisar uma a outra mais do que nunca com as apostas crescentes. A temporada termina com um cliffhanger quando Daya (Dascha Polanco) visa uma arma carregada em dois dos guardas durante um motim em toda a prisão pela morte de Poussey e posterior encobrimento.

“Nós vimos Alex e Piper passar por tantas coisas, mas é sempre fundamentada no fato de que elas realmente se amam”, diz Prepon.

Em última análise, ela diz: “Você simplesmente não pode controlar onde o seu coração está.”

Leia também



Parceiros