Liga das Séries » Arquivos » ‘Fear the Walking Dead’: Quem são os Vultures?
FearTWD-t4
23
abr
2018
‘Fear the Walking Dead’: Quem são os Vultures?

The Walking Dead tinha os Wolves e Fear The Walking Dead tem os Vultures: os novos vilões da 4ª temporada.

O segundo episódio de Fear TWD, “Another Day in the Diamond”, começou a nos contar o que Madison Clark (Kim Dickens) e seu pessoal estavam fazendo antes de seus filhos se tornarem os bandidos que Morgan (Lennie James), Althea (Maggie Grace) e John Dorie (Garret Dillahunt) conheceram.

O show voltou à linha do tempo cerca de um ano depois dos eventos da estréia da 3ª temporada. Madison estava liderando uma comunidade que morava dentro de um estádio de beisebol em algum lugar no Texas. Eles finalmente encontraram a paz, e tudo era muito bom, exceto que suas plantações estavam perigosamente infestadas. Madison estava cuidando de uma menina chamada Charlie, que apareceu algum tempo antes e cujos pais estavam desaparecidos. Madison tentou procurá-los. Ela não os encontrou – ela encontrou Naomi (Jenna Elfman) em vez disso – e descobriu que ela nunca iria encontrá-los.

Logo depois que a equipe de busca voltou, uma caravana de carros e caminhões e um ônibus urbano desativado apareceram no estacionamento. Parecia que eles estavam prestes a atacar, mas em vez disso, eles contornaram todos os walkers que se amontoavam em um caminhão e pintaram o número de walkers que ele continha em um lençol branco e o colocaram ao lado. Nós vimos esses números pintados com spray nas duas linhas do tempo, primeiro na estréia – Althea disse que eles começaram a aparecer na área recentemente, mas ela não sabia o que eles queriam dizer – e depois nos tanques de armazenamento de petróleo onde a equipe de busca encontrou Naomi. Acontece que Charlie era uma espiã que passara informações para esse novo grupo, que Strand (Colman Domingo) chama de Vultures.

Seu líder, Mel (Kevin Zegers), explicou a Madison que ele sabe exatamente o que o povo dela tem em seu arsenal e quanto tempo eles podem sobreviver com seus recursos alimentares cada vez menores. Ele disse a ela que eles poderiam entregar suas coisas voluntariamente e juntar-se aos Vultures ou cuidar de seus negócios enquanto eles sentam lá e esperam até que o pessoal de Madison morra, e então eles juntam o que quer que deixem para trás.

“De qualquer maneira eu termino com essa arma que está no seu quadril e tudo o que eu quero”, disse ele. “Isso não é uma ameaça, é assim que acontece.” Madison, claro, recusou o acordo de Mel.

Estes são diferentes de qualquer adversário que tenhamos encontrado em The Walking Dead ou Fear the Walking Dead, porque eles não são assassinos. Eles apenas deixaram a natureza morrer e então entraram para pegar a carcaça.

“Por mais que seja uma ameaça física, também é filosófica”, disse o produtor executivo Ian Goldberg. “Os Vultures são um grupo que não acredita em estabelecer raízes. Estamos interessados em como essas duas filosofias se chocam – os Vultures versus Madison, que encontrou estabilidade e segurança e a capacidade de viver em um lugar que é um pouco mais do que apenas sobrevivência, trata-se de viver uma vida real com momentos de esperança, amor e humor”.

EP Andrew Chambliss acrescenta que a ameaça existencial que eles representam não é algo que Madison possa revidar com armas. “Nós pensamos neles como uma força da natureza”, diz Chambliss. “Como Mel diz, ‘é assim que é.’ Essa é a coisa que é tão difícil de combater, porque eles realmente não são o inimigo, é o mundo”.

O conflito filosófico entre os nossos sobreviventes e os Vultures continuará a aumentar à medida que a 4ª temporada avança. Silenciosamente.

“Normalmente, quando os bandidos aparecem, fazem muito barulho e estes são o oposto completo”, diz Danay Garcia. “Isso é o que mantém muito interessante para nós, porque ficar quieto no apocalipse é muito assustador”.

Leia também