Liga das Séries » Arquivos » Elijah não conseguirá controlar a fúria de Klaus em The Originals
The Originals -- "Ashes to Ashes" -- Image Number: OR222c_0117.jpg -- Pictured (L-R): Daniel Gillies as Elijah and Joseph Morgan as Klaus -- Photo: Annette Brown/The CW -- © 2015 The CW Network, LLC. All rights reserved.
29
jan
2016
Elijah não conseguirá controlar a fúria de Klaus em The Originals

O natal deixou os Mikaelsons mais próximos – e Klaus (Joseph Morgan) à beira da felicidade – que não durou muito. Quando os fãs viram os momentos finais da midseason finale de The OriginalsElijah (Daniel Gillies) estava colocando um punhal em Rebekah (Claire Holt), enquanto Klaus estava acordando para encontrar Cami (Leah Pipes) com a garganta cortada ao seu lado.

Por tudo isso, os Mikaelsons terão um começo tumultuado no novo ano e, de acordo com Daniel Gillies, as coisas só vão piorar a partir daqui. O ator falou ao Zap2it sobre as lutas da família para manter o seu “reino”, Elijah tentando manter alguns traços de sua humanidade e se a fúria de Klaus pode ser controlada depois de encontrar o amor da sua vida morta.

Confira:

Zap2it: A midseason finale foi calma, de certa forma feliz. Mas, certamente, a paz não podia durar mais de um episódio.

Daniel Gillies: Por definição esta família é… Eles estão em guerra e não conheço nenhuma outra maneira.

O argumento de Rebekah é de que Klaus finalmente encontrou algum tipo de felicidade e que ele precisa mantê-la, pelo menos por agora. Mas é estranho, ele realmente merece?

Daniel Gillies: Ele está realmente condenado. Quer dizer, eu acho que todos eles estão. Para o padrão de relacionamento do show, o de Klaus e Elijah é ótimo. Mas o ótimo relacionamento deles pode funcionar?

Porque se pode, então eles podem fazer o seu reino funcionar também.

Isso é verdade, porque mesmo depois de todas as coisas horríveis que eles fizeram, no final do dia estes dois são irmãos. Irmãos têm muitas vezes essa relação de amor e ódio.

Daniel Gillies: É interessante. Para mim, eles se parecem com dois aspectos de uma personalidade, você sabe o que quero dizer? Às vezes eu olho para eles como uma criatura que tem uma desarmonia consigo mesmo.

Eu acho que um está tentando desesperadamente se reconciliar com o fato de que ele é essa coisa. Elijah está se segurando aos últimos resquícios de sua humanidade. O outro quer comemorar tudo o que não é humano. Há uma guerra estranha entre os dois, mas eles querem fazê-lo juntos e sabem que não podem fazê-lo um sem o outro.

Isso é o que é engraçado sobre Elijah, ele é definitivamente o lado calmo dos dois, com o comportamento frio e reservado. Mas quando o monstro dentro dele acorda, esteja atento.

Daniel Gillies: Esse é um ponto interessante. Um deles tem de reconciliar-se com o fato de que ele tem alguma humanidade dentro dele, sendo Klaus. O outro – Elijah – tem de reconciliar-se com o fato de que ele é um monstro. É um conto interessante, o que o faz estar metaforicamente interessado na mitologia dos vampiros.

Ele faz você se perguntar o que Bram Stoker estava falando. Porque em última análise, todo o mito de vampiro é uma grande discussão sobre o que é a vida humana. Eu honestamente acredito que é uma discussão sobre o que significa ser humano. Tudo volta a esta ideia de mortalidade e quão precioso e fugaz que é.

Em relação a seu entorno, Vincent ganhou uma grande quantidade de poder, ele essencialmente disse que queria livrar New Orleans do lixo que os Mikaelsons trouxeram.

Daniel Gillies: Sem estragar muito, no episódio seguinte você vai ver Elijah vai trazê-lo para perto. Ele sabe que Vincent representa uma grande ameaça e um grande poder dentro da cidade e ele quer controlar isso. Vamos ver Elijah pagar uma visita ao Vicente e projetar algum tipo de acordo.

Isso é profundamente importante agora, para ter esse poder em seu comando.

Por último, o quão difícil será para Elijah manter Klaus na linha após o que aconteceu com Cami?

Daniel Gillies: Eu não sei. Klaus não é exatamente um personagem que se desespera, não é? Ele é apenas alguém que reage com fogo e enxofre. Eu acho que ele vai ficar fora de controle. E nós sabemos quem o autor desse infortúnio é e eu acho que… É apenas uma outra guerra.

Leia também



Parceiros