Liga das Séries » Arquivos » Criador de ‘Vikings’ confirma o destino de Lagertha
vikings-news
23
abr
2016
Criador de ‘Vikings’ confirma o destino de Lagertha

A midseason finale de Vikings não decepcionou. Segredos foram revelados. Relações foram consertadas. Mas o destino de um personagem permanece desconhecido, mesmo após o enorme salto no tempo. Poderia Lagertha (Katheryn Winnick) estar realmente morta? O criador Michael Hirst tem algumas respostas para essa e mais perguntas.

O destino de Lagertha revelado | A última vez que vimos Lagertha no final, o shieldmaiden tinha sido esfaqueada brutalmente no peito durante o cerco de Paris. Ela não aparece no flash-forward, nem é mencionada. Lagertha foi para Valhalla? “Não”, Hirst revela. “Há um coletivo feminista em Nova York, que escreveu-me um par de anos atrás, e elas disseram: ‘Nós não nos importamos com quantos personagens masculinos você mate, mas se você fizer qualquer coisa com Lagertha, você está em apuros.’ Então, eu tenho muito cuidado com esse aviso.”

Mais a sério, Hirst diz que Lagertha é um personagem muito importante para ele matá-la – ainda. “Ela tem esta jornada feminina incrível em que ela foi da esposa do fazendeiro [que está] muito bem casado com crianças, a ser traída, a estar em um relacionamento abusivo, a ter poder, ter poder tirado por homens, a ter que lutar por seu caminho de volta, a ter que perder seu bebê de novo”, diz Hirst. “Ela é a alma do show e eu preciso dela.”

A ascensão de Rollo | Hirst nunca considerou matar um dos irmãos Lothbrok. “Quem poderia ter previsto, seguindo a carreira e vida de Rollo, que ele acabaria por emergir triunfante?” diz Hirst. “Eu acho que Clive [Standen] sentiu que sempre iria ser o decepcionante e falho irmão mais novo. E eu [disse]: ‘Não, na verdade, historicamente falando você acaba em um bom lugar.” Eu não acho que Clive acreditou em mim.”

“As pessoas estão torcendo por Ragnar e Ragnar é um cara sensível e um belo rapaz e Rollo não é”, Hirst continua. “E ainda assim, eu acho que as pessoas estão bastante felizes por ele. Eu me senti muito satisfeito por ele. Quando ele é coroado e quando o imperador francês diz: “Hail Caesar”… Eu me sinto bem por ele.”

A queda de Ragnar | Tendo sofrido a sua primeira grande derrota – e nas mãos de seu irmão, Ragnar é levado ao seu ponto mais baixo ainda no final. Mas, apesar de retorno do rei para Kattegatt depois de anos de distância, Ragnar não será um herói caído por muito tempo.

“Se você soubesse o que eu sei sobre o que acontece com Ragnar na segunda metade da temporada, você, também, estaria muito feliz que ele não morreu [durante a luta com Rollo]”, diz Hirst. “Eu acho que Travis é absolutamente incrível nesta jornada e mais poderoso do que nunca. O que acontece com ele é inacreditável. Prepare-se para um monte de lágrimas, eu acho.”

Ivar | O fim da finale salta à frente seis anos, quando os filhos de Ragnar, Ivar (Alex Hogh Andersen), Ubbe (Jordan Patrick Smith), Hvitserk (Marco Ilso) e Sigurd (David Lindstrom) são agora homens crescidos – cada um dos quais tem uma reação muito diferente para o retorno do pai.

“Alguns deles estão magoados sobre isso. Alguns acomodados. Mas, quando Ragnar volta, eles são confrontados com uma série de questões”, diz Hirst.

Quando Vikings retornar, os filhos todos terão papéis centrais na série. E embora a maioria cresceu sem conhecer o seu pai, “todos eles têm uma parte de Ragnar neles”, diz Hirst.

“Eles são todos diferentes, mas, obviamente, o mais impressionante deles é Ivar”, acrescenta. “Sabemos que a única coisa que o Ragnar histórico realmente tinha medo é que seus filhos se tornassem mais famosos do que ele era… Ivar é provavelmente o mais famoso de todos os vikings. Ele é um aleijado, e ainda assim ele se torna este dominante, extraordinário alfa-macho.”

Magnus quem? | Embora Ragnar vai finalmente saber de seu filho com Kwenthrith (Amy Bailey), isso não vai ser a principal razão que ele vai zarpar para a Inglaterra mais uma vez. “Eu acho que num nível mais profundo, a conexão que ele fez não é com seu filho, mas é com o Rei Ecbert (Linus Roache)”, diz Hirst. “Eles têm algo em comum que ninguém mais no show teve, e eu queria vê-los juntos novamente, falando sobre coisas importantes. E isso é realmente o fator motivador para Ragnar ir para a Inglaterra [na segunda metade da temporada 4].”

Leia também



Parceiros