Liga das Séries » Arquivos » Charles Michael Davis fala sobre o adeus a Davina e o retorno de [spoiler] em The Originals
The Originals - 1x07
13
maio
2016
Charles Michael Davis fala sobre o adeus a Davina e o retorno de [spoiler] em The Originals

No episódio de The Originals desta sexta-feira, começa a terceira e última etapa do adeus a Davina Claire, onde você pode apostar que Marcel Gerard estará de pé na fila da frente.

“No começo, era como qualquer outra cena”, Charles Michael Davis diz ao TVLine. “Mas, então, o diretor disse algo que me fez lembrar de aniversário de 21 anos de Danielle. Tivemos uma festa aqui em Atlanta, e quando eu estava saindo, ela disse, ‘Charles, eu te amo. Você não sabe o quanto significa para mim.’ Foi um momento emocionante, e foi como esse… Começamos a usar o que estava acontecendo em nossas vidas na cena. Eu senti que eu tive que usar tudo. Eu estava tipo, ‘Você quer que eu chore nesta cena, também? É a cena de abertura!'”

Abaixo, Davis fala sobre a perda de Davina e deixa uma dica sobre uma certa loira que pode ou não reaparecer no final da temporada na próxima semana:

Eu sinto que eu sei a resposta já, mas porque é que a morte de Davina é tão particularmente difícil para Marcel?

Ele a viu crescer, e tentou mantê-la segura, mesmo indo tão longe a ponto de trancá-la em um sótão. Ele sentiu uma forte ligação com ela, então isso vai ser muito difícil para ele.

Marcel está mais uma vez encontrando-se em desacordo com os Mikaelsons. Você prefere quando ele está trabalhando com eles ou contra eles?

Pessoalmente, eu gosto de trabalhar contra eles. Eu gosto das cenas que temos juntos, mas eu prefiro estar contra eles. Eu sou competitivo; Eu joguei um monte de esportes quando estava crescendo, e nós empurrávamos nossos companheiros de equipe para sermos melhores… Joseph [Morgan] é um cara competitivo, e acho chegamos em momentos em que nós dois estamos tentando meio que ganhar a cena. Eu prefiro viver perigosamente como um personagem do que ser seguro.

Será que ele vai também retomar sua busca para ganhar o controle da cidade, como parte de sua vingança?

É mais sobre como trazer resposta [aos Mikaelsons] pelo que eles fizeram. Agora, ele está meio no escuro sobre quem ele é em relação aos Mikaelsons, o que realmente mexe com a sua própria percepção. Eu não acho que ele está pronto para liderar, se ele não sabe quem ele é, por isso, ele vai precisar obter algumas respostas em primeiro lugar.

Ambas as sinopses para o episódio desta semana e o final da temporada usam o termo “espiral”, quando descrevem Marcel. Será que vamos ver um novo lado perigoso dele?

[Risos] Bem, se eu escolhesse, eu não usaria a palavra “espiral”. Isso tem uma conotação negativa, como se alguém estivesse fora de controle… Eu diria que ele está tomando mais riscos e é mais ousado. Talvez imprudente? Mas eu sinto que quando você está em espiral, você se torna um perigo para si mesmo. Ele vai ser perigoso, mas não para si mesmo.

Fala também de alguém do passado de Marcel retornando para a finale, e estamos supondo que significa Rebekah. O que você pode dizer sobre isso?

Às vezes, em reações químicas, um elemento é adicionado, e é tanto um inibidor ou um acelerador, o que significa que tanto vai retardar o processo ou acelerá-lo. E pode alternar, onde um acelerador pode tornar-se um inibidor, porque quer agarrar seu estado. Então, quem é essa pessoa, vai ser as duas coisas – vai acelerar o enredo às vezes, mas eles também inibem certas coisas. O interessante é ver como e quando isso acontece e qual o efeito. É um episódio muito emocionante. Muitas das personagens passam por uma série de mudanças.

Leia também



Parceiros